A CIP esteve reunida com o Ministro do Ambiente e Ação Climática (MAAC), Duarte Cordeiro, para apresentar as principais preocupações das empresas nas áreas da competência daquele ministério, como a gestão de resíduos e, em particular, de resíduos de embalagens. A CIP relembrou que ainda não é possível o cumprimento integral da legislação por atraso significativo na criação do enquadramento administrativo necessário por parte do anterior executivo. O Ministro partilhou o trabalho em curso com EG do Sigre, e discussões havidas para viabilização do SDR. A CIP expôs novamente as dificuldades de implementação da Portaria 331E/2021, tendo sido encontradas algumas posições comuns. Já na área da energia, o Ministro deu algumas luzes sobre os planos de otimização da valorização energética da fração resto dos resíduos urbanos e da criação de um mercado nacional de compensações carbónicas, como medidas de descarbonização.

A CIP salientou a necessidade de melhor e mais transparente informação pública sobre o condicionamento dos preços da eletricidade. O Ministro manifestou o seu acordo e concordou com intervenção após o mês de agosto.

Foi com grande agrado que confirmamos que o Senhor Ministro e a sua equipa estão a par dos problemas identificados e em sintonia com as soluções apresentadas, pelo que consideramos que este foi um encontro positivo e mantemos a espectativa de continuar a contribuir para a defesa da competitividade das empresas nacionais, a par da defesa do ambiente.