A CIP integra, desde outubro de 2021, o recém-criado Grupo Informal de Confederações e Federações Empresariais europeias D9+.

Este grupo informal, de que fazem parte as 12 Confederações e Federações Empresariais europeias, pretende replicar o funcionamento do Grupo de Estados-Membros da União Europeia D9+ e tem como objetivo identificar e trabalhar em conjunto oportunidades para melhorar políticas digitais europeias em prol das empresas e da competitividade da economia europeia, contribuindo, apoiando e reforçando o trabalho desenvolvido pelo Grupo de Estado-Membros nestas matérias.

A Inteligência Artificial, a Dupla Transição, a Governação de dados – fluxos, segurança, privacidade – e, a partilha em matérias de competências Digitais e Transfronteiriças, pela relevância e impacto que assumem na transição digital da economia são as quatro prioridades temáticas em que o recém-criado Grupo concentrará a sua ação.

Como primeira iniciativa, o Grupo de Confederações e Federações europeias D9+ decidiu produzir uma posição conjunta que aponta os desafios da transição digital para as empresas europeias. Alinhada com a ambição das Agendas Europeias: Verde e Digital e juntou-se à suas congéneres europeias contribuindo para a produção desta posição conjunta acompanhada de recomendações de política e incentivos à competitividade digital das empresas europeias. Posição que foi enviada aos responsáveis pela transição digital dos Países D9+ tendo sido considerada e positivamente acolhida por estes, em reunião que teve lugar a XX de outubro no Luxemburgo. Conheça a posição conjunta e as conclusões da reunião D9+.

A CIP vê na transição digital efetiva das empresas uma alavanca de aceleração do crescimento económico do País, se bem munida de políticas e incentivos certos. E reafirma o seu compromisso e empenho em ser voz ativa no diálogo construtivo com todos os parceiros, na discussão das políticas e incentivos para uma transição digital próxima das empresas e com as Empresas.