CIP e BusinessEurope juntaram dia 1 de julho em Lisboa governantes, eurodeputados, confederações patronais, instituições internacionais, especialistas e empresários para discutir o futuro da indústria na Europa, num evento que contou com cerca de 400 participantes.

Acompanhe toda a informação sobre a conferência em www.cip.org.pt/conferencia-o-futuro-da-industria-na-europa/  Apresentações já disponíveis em www.cip.org.pt/conferencia-o-futuro-da-industria-na-europa-oradores/

Depois do referendo britânico, representantes de sete organizações empresariais europeias estiveram em Lisboa para debater a política industrial europeia e o papel do setor no processo de desenvolvimento económico, tendo por tema de fundo O Futuro da Indústria na Europa.

Segundo as palavras de António Saraiva no discurso de abertura, os conferencistas estiveram no CCL para “debater o Futuro da Indústria na Europa, unidos na diversidade, de acordo com o lema da União Europeia”.

“De facto, a nossa experiência na BusinessEurope mostra-nos que, na diversidade das nossas realidades nacionais, na diversidade das nossas perspetivas, é possível reunir consensos sobre o essencial que nos une, enquanto representantes das comunidades empresariais dos nossos países”, frisou o Presidente da CIP.

Ao longo do dia passaram pelo Centro de Congressos de Lisboa diversos oradores – nacionais e internacionais – para debater temas como os desafios que se colocam à construção europeia e o papel do investimento privado como motor para o crescimento.

António Saraiva, Presidente da CIP, Emma Marcegaglia, Presidente da BusinessEurope, e o Ministro das Finanças, Mário Centeno, abriram o evento, seguindo-se uma mensagem em vídeo do Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas.

O primeiro painel de debate juntou Nicolas Buck, Presidente da FEDIL (Luxemburgo), Loïc Armand, Presidente do Comité Europeu da MEDEF (França), e Guillermo Ulacia, Presidente do Comité de Indústria e Energia da CEOE (Espanha), que debateram o tema O Futuro da Indústria na Europa com a eurodeputada Maria João Rodrigues, o diretor-geral da BusinessEurope, Markus Beyrer, e Luís Mira Amaral, Presidente do Conselho da Indústria da CIP.

Após uma pausa para café, os conferencistas voltaram a juntar-se para ouvir José Silva Peneda, Economista e ex-Conselheiro Principal do Presidente da CE para a Política Social Europeia, Renate Hornung-Draus, Presidente do Comité de Assuntos Sociais da BusinessEurope, Gonçalo Lobo-Xavier, Vice-Presidente e membro do CESE em representação da CIP, e Nelson Fontainhas, Parter na Deloitte Portugal, que debateram o tema Tendências e Desafios Futuros do Mercado de Trabalho.

Seguiu-se um almoço-debate com o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e o debate prosseguiu com Koen de Backer, Direção CTI da OCDE, Lars Mikkelgaard-Jensen, Presidente da DI (Dinamarca), Stefan Mair, Membro do Conselho Executivo da BDI (Alemanha), Jorge Portugal, Diretor-Geral da COTEC Portugal, e Fernando Sousa, Administrador da CEI – Companhia de Equipamentos Industriais, Lda., sobre o tema Digitalização da Indústria – A vantagem da UE num mundo competitivo.

Após uma intervenção de Román Escolano, Vice-Presidente do Banco Europeu de Investimento, José Manuel Fernandes, Membro do Parlamento Europeu, João Castello Branco, Presidente da Comissão Executiva da SEMAPA, e João Almeida Lopes, Vice-Presidente da CIP, debateram o tema Como impulsionar o investimento privado?

O encerramento esteve a cargo de Markus Beyrer, Diretor-Geral da BusinessEurope, Manuel Caldeira Cabral, Ministro da Economia, e António Saraiva, Presidente da CIP, que fizeram as suas intervenções após a leitura de uma Mensagem de Sua Excelência o Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, pelo Presidente da Mesa da Assembleia Geral da CIP, João Gomes Esteves.