A CIP tem dito e reiterado, as empresas deparam-se com graves problemas decorrentes do funcionamento do sistema judicial.

Entre os principais problemas das empresas, destacam-se os relativos à morosidade, aos custos, à tramitação e aos resultados das execuções, ao funcionamento dos tribunais de comércio, ao acesso à Justiça ou aos critérios de distribuição processual.

Conheça aqui na íntegra a posição expressa pelo Presidente da CIP a propósito do estado da Justiça.