Antecedendo a XXV Cimeira Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo, realizaram-se, entre 26 e 28 de outubro, em Cartagena das Índias, na Colômbia, a XXVII Reunião de Presidentes das Organizações Empresariais Ibero-Americanas e o XI Encontro Empresarial Ibero-Americano, todos em torno do tema “Juventude, Empreendedorismo e Educação”.

A CIP – Confederação Empresarial de Portugal, esteve presente nestes dois Encontros, representada pelo seu Presidente, António Saraiva, e Vice-Presidente, Armindo Monteiro, pois considera que os mesmos constituem uma oportunidade de excelência para promover o setor privado dos países Ibéricos e da América Latina, através da discussão dos temas chave para o desenvolvimento das respetivas Regiões, fortalecendo, assim, as relações entre empresários, Organizações Internacionais e Governos.

O Presidente da CIP, António Saraiva, participou na XXVII Reunião de Presidentes das Organizações Empresariais Ibero-americanas, onde apresentou o cenário politico, económico e social do nosso País. Nesta Reunião, que contou com a presença de 18 organizações empresariais mais representativas dos Países Ibero-Americanos (18 Países da América Latina, Espanha e Portugal), foram, também, discutidos os diversos contextos socioeconómicos dos outros Países. Entre estes, mereceu especial atenção a situação que se vive na Venezuela, a qual se encontra marcada pelos sucessivos ataques à iniciativa privada e ao associativismo, com total desrespeito pelos Diretos Humanos e Liberdade de Associação.
Para além destes temas, a agenda contou, igualmente, com discussões em torno de diversos painéis, entre os quais se destaca: “A Produtividade e Futuro do Trabalho: os desafios para as organizações empresarias a curto e médio prazo”, “As politicas para o desenvolvimento da economia digital na América Latina e suas repercussões no futuro do trabalho” e a apresentação do Relatório da ACTEMP/OIT “Juventude, Educação e Empreendedorismo”.

António Saraiva, participou, igualmente, no XI Encontro Empresarial Ibero-Americano, o qual se revelou como um espaço de reflexão para o setor privado se debruçar sobre os temas que davam mote à XXV Cimeira Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo. Entre os temas em discussão destaca-se o papel do setor privado na construção da paz, a promoção do comércio e do investimento na região Ibero-Americana e, naturalmente, a educação e a formação como eixos do desenvolvimento e da empregabilidade dos jovens.
O Presidente da CIP interveio no Painel sobre “O impacto da quarta revolução industrial no futuro empresarial”. Da sua intervenção merecem especial relevo a referência aos impactos, no âmbito do mercado de trabalho, habilitações e competências de futuro, decorrentes das alterações que se registam nos modernos processos de produção e de comercialização de produtos, do investimento em inovação nas suas diversas vertentes, das necessidades de desenvolvimento da digitalização da economia e da competitividade global da indústria.
Especial atenção mereceram, também, por parte de todos os intervenientes, os temas da paz, da estabilidade económica, social e fiscal, e da luta contra a corrupção e a contrafação, tudo condições essenciais ao investimento nos mercados ibero-americanos.
Neste Encontro interveio, igualmente, o Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, no âmbito do Painel com Chefes de Estado e de Governo.

Paralelamente, o Presidente da República e o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, receberam uma delegação de empresas portuguesas com atividade na Colômbia e em outros Países da América Latina. Nesta receção participou o Vice-Presidente da CIP, Armindo Monteiro, que teve oportunidade de apresentar o estado da arte das operações que as empresas portuguesas desenvolvem na América-Latina, as dificuldades e os desafios com que se deparam, bem como os pontos fortes deste mercado que conta com cerca de 600 milhões de consumidores.

As Recomendações produzidas durante o XI Encontro Empresarial Ibero-Americano, entregues aos Chefes de Estado e de Governo, podem ser lidas aqui.

A Declaração de Cartagena, aprovada na XXVII Reunião de Presidentes das Organizações Empresariais Ibero-Americanas, pode ser lida aqui.

001   005

007   015

016   020

022   025