A CIP concorda, em geral, com o Projeto de Decreto-Lei que institui a “Obrigatoriedade de Prestar Atendimento Prioritário a Pessoas com Deficiência ou Incapacidade, Pessoas Idosas, Grávidas, ou Pessoas Acompanhadas de Crianças ao Colo”.

Leia aqui, na íntegra, a nota crítica da CIP ao Projeto de Decreto-Lei.