O vice-presidente da CIP – Confederação Empresarial de Portugal João Almeida Lopes defende que a integração das empresas em redes de cooperação internacionais constitui uma vantagem competitiva e um apoio real para o desenvolvimento de projetos.

Almeida Lopes participou nos “AED Days”, evento internacional de networking entre empresas nacionais e estrangeiras, institutos de Investigação e Desenvolvimento ligados aos sectores de Aeronáutica, Espaço e Defesa, que decorreu em Lisboa.

Na sua intervenção, referiu que a CIP é membro das mais importantes organizações internacionais de negócios, o que “permite reforçar as redes de cooperação e conhecimento em diversos planos – político, económico e social –, fator crítico de sucesso para o crescimento e internacionalização de projetos”.

A iniciativa promovida pela “AED Portugal – Federação Nacional da Indústria Aeronáutica, Espaço e Defesa” pretende debater o futuro do sector, explorar oportunidades de negócio e investimento, fortalecer redes de colaboração e reposicionar as empresas e instituições do setor.

Para isso, reúne anualmente os grandes players da indústria aeronáutica, pequenas e médias empresas, assim como centros de investigação com projetos nesta área, provenientes de toda a Europa para afirmar o potencial exportador de Portugal nesta área.

No âmbito deste evento foi apresentado o projeto PASSARO, coordenado pelas empresas nacionais ISQ – Instituto de Soldadura e Qualidade, Inegi, Caetano Aeronautics e AERTEC, em conjunto com a Airbus Defence and Space, e financiado pela União Europeia, e que visa reforçar de forma inovadora as capacidades de resistência e de segurança dos aviões.

A AED Portugal representa as indústrias aeronáutica, espaço, segurança e defesa em Portugal, através da PROESPAÇO – Associação Portuguesa das Indústrias do Espaço, PEMAS -Associação para a valorização e Promoção da Oferta das Empresas Nacionais para o Setor Aeronautico e DANOTEC – Associação das Empresas de Defesa, Armamento e Novas Tecnologias, todas associadas da CIP, e tem por objetivo fornecer uma plataforma única para a promoção e apoio ao desenvolvimento competitivo do setor. Através do estabelecimento de redes colaborativas, a AED Portugal aumenta a consciência e promove os valores e as posições dos seus membros perante as instituições reguladoras e políticas, tanto nacionais como europeias.