The Navigator Company promove debate na 2ª Sessão do Fórum de Sustentabilidade

  Categoria: Newsletter

2016-04-15_NAVIGATOR

 

A Herdade da Espirra acolheu, no dia 5 de abril, a segunda sessão do Fórum de Sustentabilidade, que reuniu cerca de uma centena de stakeholders, entre clientes, fornecedores, investigadores, autarcas, Organizações Não Governamentais e imprensa, para partilhar o contributo da The Navigator Company para o desenvolvimento social, ambiental e económico do País e das regiões onde se encontram inseridas as suas quatro unidades industriais.

O evento teve início com as boas-vindas dadas pelo Chairman, Pedro Queiroz Pereira, e pelo Vice-Chairman e CEO da Semapa, João Castello Branco, e contou com a presença do Secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, que sublinhou o espírito empreendedor, a visão e a coragem reveladas pela Empresa. O Presidente da CIP, António Saraiva, também marcou presença nesta iniciativa de um associado histórico da Confederação Empresarial de Portugal, antes Portucel, hoje The Navigator Company.

O estudo apresentado pela KPMG deu a conhecer o impacto directo, indirecto e induzido da actividade das quatro unidades produtivas da Navigator Company no País e nas respectivas regiões, sendo que, no conjunto, os quatro Complexos Industriais representam 1,6% do PIB e 31.128 postos de trabalho.

Os impactos regionais revelam que 1.812 e 2.577 dos empregos hoje existentes no Baixo Vouga e em Setúbal não estariam disponíveis sem os sites de Cacia e Setúbal, respectivamente, ou que a regiões do Baixo Mondego e Beira Interior Sul seriam ambas 3% mais pobres sem as unidades da Figueira da Foz e de Vila Velha de Rodão.

A 2ª sessão do Fórum de Sustentabilidade terminou com Diogo da Silveira a sublinhar que tudo tem sido feito para “acrescentar valor, principalmente valor local, regional e nacional, à generosa dádiva com que a Natureza dotou o nosso País, dando-lhe condições excepcionais para fazer crescer e multiplicar uma árvore fantástica, o Eucalyptus globulus, que está na base do sucesso da nossa Companhia, da nossa indústria, da pasta e do papel que produzimos e exportamos”.

O Presidente da Comissão Executiva reforçou a mensagem de que esta iniciativa permitiu clarificar que “a Empresa e a fileira no seu conjunto são muito importantes em Portugal, quer pelo valor gerado, quer pelo emprego e pelas exportações e que este contributo para a sustentabilidade das regiões está assente no facto de o País ter condições para fazer crescer e acrescentar valor ao eucalipto sob a forma de produtos que são utilizados no escritório e na casa de milhares de pessoas em todo o mundo”.

GBNT_NavEvent-90 GBNT_NavEvent-92 (2)

Partilhar...Email this to someoneTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn