Portuguesa vence Prémio Mulheres Inovadoras da UE 2016

  Categoria: Newsletter, União Europeia

2016-05-16_Protagonista
Fonte: Representação da Comissão Europeia em Portugal

Susana Sargento, cofundadora da empresa Veniam em Portugal, venceu o 1.º lugar do Prémio Mulheres Inovadoras da UE 2016, que distingue mulheres com ideias de vanguarda. O Prémio Mulheres Inovadoras da UE 2016 é o maior prémio mundial do seu género e surge na sequência de edições anteriores em 2011 e 2014. A ideia desta empreendedora portuguesa transforma os veículos em pontos de acesso Wi-fi e cria redes móveis à escala das cidades que recolhem terabytes de dados urbanos.
Na cerimónia de emtrega dos prémios, Carlos Moedas, Comissário europeu responsável pela Investigação, Ciência e Inovação, disse: «Quero felicitar as três vencedoras da edição de 2016 do Prémio Mulheres Inovadoras pelos seus extraordinários resultados com impacto no dia-a-dia dos cidadãos europeus. A Europa tem de apoiar mais os seus inovadores: pessoas que combinam excelência científica e sentido de negócio; pessoas que transformam a sua investigação em oportunidades de emprego e que concretizam as respetivas ideias em benefícios para a nossa sociedade e a nossa economia».
Sobre o facto do 1.º prémio ter sido atribuído a um projeto português, o Comissário afirmou: “É sempre uma grande honra ver os projetos portugueses, como o da Susana Sargento, vencer concursos europeus ao mais alto nível. Este projeto simboliza também o enorme potencial que existe em Portugal na área da economia digital e novas tecnologias. Não tenho dúvidas que sem mais mulheres inovadoras nestas áreas, a UE parte com uma enorme desvantagem para a 4ª revolução industrial”.
O 1.º prémio atribuído a Susana Sargento, no valor de 100 000 euros, tem por objetivo consciencializar o público para a necessidade de mais mulheres inovadoras e empreendedoras. Embora as mulheres estejam cada vez mais ativas na área da Investigação, ainda são muito poucas as que decidem criar empresas inovadoras. Este facto representa um potencial por explorar para a Europa que necessita de todos os seus recursos humanos para permanecer competitiva e para responder aos desafios económicos e societais com que nos defrontamos.
Recorde-se que Susana Sargento foi selecionada em dezembro último para a fase final do Prémio por um júri de alto nível constituído por peritos independentes representantes de empresas, capitais de risco, empreendedorismo e meio académico. No total, foram recebidas 64 candidaturas, sendo as 3 primeiras classificadas oriundas de Portugal, Finlândia e Irlanda.

Partilhar...Email this to someoneTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn