• “Mar 2.0”

      Leia aqui o artigo de opinião desta semana assinado por António Saraiva na sua coluna semanal do Dinheiro Vivo, ao sábado. Publicado no Dinheiro Vivo, edição de 12.08.2017 “As negociações com vista ao alargamento  … Leia mais

  • “Originalidades da Fiscalidade Portuguesa”

    É tempo de, no próximo Orçamento do Estado, o governo olhar para a injustiça fiscal que representam as tributações autónomas Constituição da República estabelece que “a tributação das empresas incide fundamentalmente sobre o seu rendimento  … Leia mais

  • “Os efeitos do Brexit já se fazem sentir”

    Do lado britânico, as notórias divergências no seio do governo, debilitado pelos resultados das últimas eleições, resultaram numa abordagem confusa. Leia aqui o artigo de opinião desta semana assinado por António Saraiva na sua coluna  … Leia mais

  • “Reconhecer o caminho percorrido”

      João Vasconcelos, sendo um homem do seu tempo, percebeu que o país necessitava de se preparar para a transformação tecnológica na indústria. Leia aqui o artigo de opinião desta semana assinado por António Saraiva  … Leia mais

  • “Falemos de Orçamento do Estado”

    Criar condições mais favoráveis ao investimento e apostar no capital humano devem ser as prioridades para o Orçamento do Estado para 2018. Leia aqui o artigo de opinião desta semana assinado por António Saraiva na  … Leia mais

  • “Capitalizar. Uma reforma a prosseguir com ambição”

      O legado que fica do trabalho da Estrutura de Missão para a Capitalização de Empresas é grande. Importa dele recolher todas as potencialidades Leia aqui o artigo de opinião desta semana assinado por António  … Leia mais

  • “Por um Portugal atrativo, densificar clusters”

      É importante maximizar os benefícios que adviriam para Portugal da presença no nosso território de um novo polo de atração de inúmeras atividades ligadas à investigação científica, ao licenciamento, aos ensaios clínicos e a  … Leia mais

  • “Crescimento económico e eficiência energética”

      Não deveremos sujeitarmo-nos a tetos de consumo que sejam obstáculos ao crescimento económico. Em contrapartida, teremos de fazer prova de que não poupamos esforços e recursos no âmbito da real eficiência energética. Leia aqui  … Leia mais

POPH
QREN
Governo da República Portuguesa
União Europeia