Categoria: Newsletter



Envolvente Empresarial – Síntese de Conjuntura, Síntese de Legislação Nacional e Comunitária e Notícias e Consultas Públicas da União Europeia

sintese

 

abril 2019

Edições Anteriores

março 2019

fevereiro 2019

janeiro 2019

dezembro 2018

novembro 2018

outubro 2018

setembro 2018

julho 2018

junho 2018

maio 2018

abril 2018

março 2018

fevereiro 2018

janeiro 2018

dezembro 2017

novembro 2017

outubro 2017

setembro 2017

julho 2017

junho 2017

maio 2017

abril 2017

março 2017

fevereiro 2017

janeiro 2017

Partilhar...Email this to someoneTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn

  Categoria: Newsletter


APORMED – Associação Portuguesa das Empresas de Dispositivos Médicos

novo-logo-apormed_quad

A APORMED – Associação Portuguesa das Empresas de Dispositivos Médicos, foi criada em janeiro de 1990, estando por isso prestes a completar 30 anos de existência.

O principal motivo que levou as 16 empresas fundadoras a criarem a APORMED foi o elevado atraso com que os hospitais públicos pertencentes ao Serviço Nacional de Saúde pagavam aos fornecedores em geral, e às empresas do setor do dispositivo médico, em particular.

Pois bem, não deixa de ser curioso que, passados quase 30 anos, este problema continue ainda tão atual e por resolver, apesar de algumas medidas recentes que, temos esperança, venham a minorar esta situação preocupante que tanto afeta a gestão de tesouraria das empresas nossas associadas.

Desde o início, temos vindo a desenvolver uma intensa atividade na área da normalização, sendo a única entidade reconhecida pelo Instituto Português da Qualidade como Organismo de Normalização Setorial para as tecnologias da saúde. O âmbito do serviço prestado fez com que em 1995 a APORMED fosse reconhecida como instituição de utilidade pública.

Para além do tema da dívida hospitalar, que acompanhamos regularmente, as atividades e os projetos mais relevantes desenvolvidos pela APORMED na defesa dos interesses legítimos e comuns dos nossos associados, têm-se centrado nas temáticas do acesso ao mercado, dos aspetos legais e regulamentares, da contratação pública, da avaliação das tecnologias de saúde, da investigação clínica, das boas práticas comercias, entre outros.

A propósito das boas práticas comerciais, é de realçar a implementação de um novo Código de Ética por parte da APORMED, que entrou em vigor no mês de julho de 2018 e que reflete a transposição para o mercado português do novo código de ética implementado pela nossa associação europeia, a MedTech Europe. Este novo código assenta em princípios de maior transparência e isenção entre as empresas que operam no setor do dispositivo médico e aos profissionais de saúde.

Trata-se de um código bastante inovador que tem como medida mais emblemática a proibição do patrocínio direto aos profissionais de saúde. Este código que é uma autorregulação das empresas deste setor, mereceu o reconhecimento por parte da Autoridade Competente Portuguesa, o INFARMED, através da atribuição, em janeiro último, do Prémio de Boas Práticas à nossa Associação.

No decorrer dos 29 anos de existência, a APORMED foi-se tornando uma associação cada vez mais representativa e consequentemente com maior reconhecimento pelas entidades oficiais e demais stakeholders institucionais.

Contamos atualmente com 64 empresas associadas que representam um volume de negócios de cerca de 63OM€ no mercado total de dispositivos médicos avaliado em 1.200M€.

Fonte: APORMED – Associação Portuguesa das Empresas de Dispositivos Médicos
Partilhar...Email this to someoneTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn

  Categoria: Newsletter, Notícias dos Associados


CIP apresenta estudo sobre conciliação entre vida familiar e trabalho

banner_1200x1200px

 

A CIP – Confederação Empresarial de Portugal, em parceria com a Nova School of Business and Economics e a ACEGE – Associação Cristã de Empresários e Gestores, apresentou hoje, dia 18 de março, o estudo “Desafios à Conciliação Família-Trabalho”, numa conferência que se realizou no Campus da Nova SBE, em Carcavelos.

O estudo, desenvolvido pela Nova SBE, produzido para a CIP e cofinanciado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), do Portugal 2020, inclui a análise de casos reais de empresas portuguesas que aplicam medidas de conciliação família-trabalho.

Conheça o estudo “Desafios à Conciliação Família-Trabalho” aqui.

Durante o evento foram também atribuídos os certificados de “Empresa Familiarmente Responsável” às empresas portuguesas certificadas.

Esta conferência contou com a participação do Presidente da CIP, António Saraiva, da Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Monteiro, do Presidente da ACEGE, João Pedro Tavares, e do diretor geral da Fundacion Masfamilia, Rafael Furtes. O encerramento esteve a cargo do Ministro do Trabalho e da Segurança Social, José António Vieira da Silva.

O programa completo da conferência pode ser consultado aqui.

Partilhar...Email this to someoneTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn

  Categoria: Newsletter