Categoria: Comunicados



Uma Europa com oportunidades para todos – uma ambição das empresas para 2030

2018-12-11_be

 

O mundo está a mudar rápida e profundamente, à medida que as alianças globais se alteram e o populismo cresce. O que estamos a testemunhar não é apenas outra era de mudança, mas uma mudança de era. As empresas querem fazer parte da solução e garantir que a Europa pode moldar esta nova era de acordo com os seus valores.

Hoje, a comunidade empresarial europeia apresenta a sua “Ambição para a União Europeia em 2030”. Neste documento, a BusinessEurope, organização que a CIP – Confederação Empresarial de Portugal integra, define o que é necessário para criar as condições certas para aumentar a competitividade e permitir que as empresas desempenhem o seu papel na sociedade.

 

O Presidente da BusinessEurope, Pierre Gattaz, declarou hoje:

“Em face das eleições europeias, a comunidade empresarial tem uma forte responsabilidade de falar, explicar porque a União Europeia é tão importante para o futuro das pessoas e dizer o que precisa ser feito para garantir que as coisas vão na direção certa.

As empresas são a espinha dorsal da estabilidade económica da Europa e da prosperidade dos cidadãos. Os empresários investem, criam empregos e fazem a economia crescer. O setor privado é responsável por 80% de todos os empregos na UE; as empresas da UE investiram quase 200 mil milhões de euros em investigação e desenvolvimento em 2016; em 2015, gastaram mais de 50 mil milhões de euros em formação profissional.

As empresas estão comprometidas em transformar os desafios económicos, sociais, tecnológicos e ambientais que estamos a enfrentar em oportunidades e em defender o nosso modo de vida europeu. Vamos, juntos, construir uma UE da qual nos possamos orgulhar. A ambição empresarial para a Europa em 2030 é construir uma União Europeia com oportunidades para todos”.

 

Para o Presidente da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, António Saraiva:

“As eleições europeias são oportunidade para discutir propostas para o futuro. Esta é uma ocasião de reafirmarmos, mais uma vez, o nosso compromisso para com a União Europeia e sublinhar que este é o espaço onde encontramos respostas comuns para desafios que são também comuns.

A CIP apontou já como prioridades o investimento numa Europa mais coesa e mais inovadora, a aposta na dimensão social como caminho para termos mais e melhor emprego, o aprofundamento da União Económico e Monetária e do Mercado Único, a definição e uma política comercial global ambiciosa e de uma estratégia industrial que tenha a competitividade no seu centro.

As empresas, como principais criadores de empregos e crescimento, têm um papel central a desempenhar no projeto europeu. Temos todos de ter a consciência de que este é um projeto comum, um processo contínuo com o objetivo claro de construir uma Europa próspera, forte, coesa e unida”.

 

As prioridades da CIP para a Europa podem ser encontradas aqui.

Partilhar...Email this to someoneTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn

  Categoria: Comunicados, Destaque, União Europeia


Esclarecimento CIP

cip2

 

António Saraiva, presidente da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, esclarece que participou numa reflexão do Movimento X, acedendo a um convite do seu promotor, Pedro Duarte, para veicular as suas ideias e pontos de vista em matéria empresarial e económica. A sua participação não o vincula a qualquer projeto partidário.

Recorde-se que António Saraiva tem participado em diversos encontros, fóruns e movimentos de várias organizações da sociedade. Nesse quadro, procura contribuir com os valores e com as soluções que defende pessoalmente e enquanto presidente da CIP. Enquanto dirigente da CIP, António Saraiva não tem intervenção partidária, além da intervenção na defesa dos interesses dos associados da CIP.

A participação de António Saraiva resumiu-se à promoção das ideias e soluções que a CIP propõe para a economia portuguesa, respondendo a um convite nesse sentido, da mesma forma que tem participado em diversos encontros, fóruns e movimentos de várias organizações da sociedade, sempre que solicitado.

Partilhar...Email this to someoneTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn

  Categoria: Comunicados, Destaque


CIP e CGEM criam grupo para desenvolver relações económicas entre Portugal e Marrocos

2018-11-29_marrocos

 

A CIP – Confederação Empresarial de Portugal e a CGEM – Confédération Générale des Entreprises du Maroc acordaram a criação de um Grupo de Trabalho entre as duas instituições para o Desenvolvimento das Relações Económicas Portugal-Marrocos. O anúncio foi feito no Fórum Económico Portugal-Marrocos, que decorreu em Lisboa no dia 29 de novembro

“Acredito que o aprofundamento das relações comerciais bilaterais passará principalmente pelo reforço das relações entre associações sectoriais de ambos os países”, afirmou o vice-presidente da CIP, Armindo Monteiro, no início do encontro.

O presidente da CGEM, Salaheddine Mezouar, enfatizou a importância do reforço da cooperação regional entre Marrocos e Portugal e apontou a necessidade de se encontrarem sinergias setoriais para expandir os mercados comuns para África e para a América Latina, numa lógica de cadeia de valor industrial.

“Os ganhos em competitividade e as capacidades de adaptação virão da integração regional que otimiza os custos logísticos e a mobilidade do capital humano, enquanto se trabalha num ambiente cultural comum”, disse.

A Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Teresa Ribeiro, que também participou no evento, afirmou que os dois países têm, em comum, o objetivo de ter uma maior presença económica nos mercados africanos e apontou que a União Europeia promove o fortalecimento das relações económicas com África.

“Podemos, em conjunto, aproveitar esses recursos”, disse.

O Fórum Económico Portugal-Marrocos contou com a presença de mais de 180 participantes, entre os quais 70 representantes de empresas e entidades marroquinas, que estão em contacto com empresas portuguesas para identificar potenciais oportunidades de negócio.

Participaram também neste encontro o Embaixador do Reino de Marrocos em Portugal, Othmane Bahnini, o Diretor Comercial da AICEP, Miguel Fontoura, e a Diretora Geral da AMDIE, Hicham Boudraa.

Durante o Forum Portugal-Marrocos, realizaram-se quatro mesas-redondas sectoriais, com representantes de empresas dos dois países, sobre Tecnologias de Informação e Comunicação e Empreendedorismo, Energia, Automóvel e Têxtil e Vestuário.

Todas as fotos disponíveis no perfil Flickr da CIP. Aceder aqui

Clique na imagem para visualizar algumas fotos
Créditos: Paulo Alexandre Coelho / CIP

AAAA

Apresentações já disponíveis:

AFIA – aqui
AICEP – aqui
AMICA – aqui
CEFAMOL – aqui
EDP – aqui
RENAULT – aqui
SIMOLDES – aqui

Partilhar...Email this to someoneTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn

  Categoria: Assuntos Internacionais, Comunicados, Destaque